Please enable JS

A verificação de parentesco em bovinos da raça holandesa é promovida em todo o território nacional.

O exame para tipificação sangüínea para verificação de parentesco, assim como laudo técnico, é da competência de laboratório credenciado pelo Ministério da Agricultura.

Os reprodutores e doadores de embriões para se habilitarem, para fins de transferência, deverão previamente possuir o grupo sangüíneo determinado através de tipagem sangüínea.

O exame de verificação de parentesco é considerado metodologia auxiliar e complementar para o SRG na identificação de animais da raça holandesa.

Nenhum animal terá material coletado para exame de tipificação sangüínea antes de completar 03 (três) meses de idade.

A coleta e o envio de material para laboratório serão realizados por Médico Veterinário, que preencherá adequadamente o formulário padronizado, com a devida identificação do animal e o assinará, responsabilizando-se por sua veracidade.

O laboratório credenciado encaminhará os resultados dos exames diretamente ao SRG.

É dever dos criadores colocar todos os seus animais, bem como as informações pertinentes à disposição dos inspetores, encarregados da verificação de parentesco.

As justificativas apresentadas, alegando impossibilidade da coleta de material para exame, tais como: morte ou venda do animal, terão caráter oficial e definitivo e serão documentadas no arquivo zootécnico do SRG.

Os animais que apresentarem resultado negativo na verificação de parentesco terão seus registros cancelados e o Certificado de Registro recolhido pelo SRG.